Vamos tirar o não da ponta da língua?

Sobre a parentalidade positiva já ouvi dezenas de opiniões, entre elas, e talvez a mais popular:⁠

“Isso é aquilo que se usa agora de não se dizer não às crianças?”⁠

A resposta é: não!⁠

Sou uma defensora do “não”, e acho mesmo que devemos ensinar o poder do “não” às nossas crianças. ⁠

A forma como deve ser respeitado, a forma como o “não” também serve para nos protegermos e definirmos os nossos limites pessoais. ⁠

Ok, mas onde é que eu quero chegar com tudo isto:⁠

Nós, mães/pais, no meio de tudo o que temos para fazer, às vezes não conseguimos ser flexíveis e assertivos e então lá vem um chorrilho de “nãos”. ⁠

Muitos deles são gratuitos e são só “não, porque sim”.⁠

Já pensaste nisso?⁠

Quando o “não” fica preso na ponta da língua perde força e credibilidade.⁠

Quantos dos “nãos” que deste às tuas crianças nos últimos dias poderia ter sido um “sim”, mas estavas cansada/o, sobrecarregada/a e sem paciência?⁠

E se mudares a perspectiva? ⁠

Por exemplo, um sim que dou muitas vezes aqui em casa é ⁠o “sim, mas a seguir ao jantar” 😂⁠

Share on facebook
Partilhar no Facebook
Share on twitter
Partilhar no Twitter
Share on linkedin
Partilhar no LinkedIn
Share on whatsapp
Enviar por WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *